quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Festival de Natal . 1 a 23 Dez . Teatro Nacional de São Carlos . CCB . Estúdios Victor Córdon


 
imagem
Ilustração © Zebedee Helm
imagem
imagem

Entre 1 e 23 de dezembro, o Teatro Nacional de São Carlos apresenta um Festival de Natal que decorre em três espaços e que inclui 13 concertos para toda a família e atividades para os mais jovens, a maioria de entrada gratuita.

Centrado em três eixos principais — Concertos Corais, Concertos e Oficinas para Crianças e Jovens e Concertos Sinfónicos para Famílias — o Festival de Natal organizado pelo Teatro Nacional de São Carlos decorre entre 1 e 23 de dezembro de 2016, em três locais: [TNSC] Teatro Nacional de São Carlos (Sala Principal, Foyer, cenografia), [CCB] Centro Cultural de Belém (Grande Auditório) e [EVC] Estúdios Victor Córdon — Centro Educativo.

Com a conceção deste Festival de Natal, o Diretor Artístico do Teatro Nacional de São Carlos, Patrick Dickie, pretende “que o nosso trabalho possa chegar a mais crianças e famílias, tornando o seu Natal mais especial e pleno de música”.

 

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

imagem

imagem


imagem

imagem

FESTIVAL DE NATAL
CONCERTO FAMÍLIAS
Teatro Nacional São Carlos
3 de dezembro, 16h

imagem


Serguei Prokofiev
Pedro e o Lobo, op. 67

Benjamin Britten
The Young Person’s Guide to the Orchestra, op. 34


 

imagem

“Uma receção pouco auspiciosa, com pouco público e que não atraiu quase nenhuma atenção…”, eis o que Sergei Prokofiev escreveu no seu diário no dia a seguir à primeira audição em 2 de maio de 1936 de Pedro e o Lobo, op.67, obra que lhe fora encomendada por Natalya Sats e pelo Teatro Central para Crianças de Moscovo e cujo propósito era o de cultivar o gosto musical das crianças logo …no primeiro ano escolar.

Entusiasmado com a encomenda, Prokofiev completou a partitura em apenas 2 semanas, dela resultando uma obra musical muito divertida, construída como uma introdução da criança à orquestra, e onde cada personagem da história é representada por um instrumento diferente ou por um grupo de instrumentos.

Outra obra com objetivos pedagógicos é The Young Person’s Guide to the Orchestra, op. 34 escrita por Benjamin Britten a pedido do Ministério da Educação para ilustrar a curta-metragem educacional Instruments of the Orchestra, e cuja versão sinfónica foi estreada mais tarde em Liverpool, em outubro de 1946. A obra é sub-titulada Variations and Fugue on a theme by Purcell, uma vez que Britten se inspirou no majestoso rondeau de Abdelazer, obra dramática deste compositor dos finais do século XVII, como tema para um conjunto de variações onde os temas são por toda a orquestra e posteriormente reexpostos pelos diferentes naipes da orquestra. Ao fazer isto, Britten evidencia os diferentes timbres dos diferentes naipes da orquestra.

Narração
Pedro Wallenstein

Direção Musical
Natalie Murray Beale

Orquestra Sinfónica Portuguesa
Maestrina titular Joana Carneiro

M/6

imagem
imagem

imagem

imagem


imagem

imagem


imagem

imagem


imagem



imagem

imagem
Ilustração © André Godinho

imagem

A MINHA MÃE GANSO
CONCERTO NARRADO
Centro Cultural de Belém
16 de dezembro, 18h

imagem


Maurice Ravel
Suite Ma mère l’oye

O espetáculo A Minha Mão Ganso nasce da vontade de oferecer uma viagem pela música de Ravel, embrulhada nestas pequenas histórias e em imagens projetadas que nos transportam para este universo. Para compor a obra Ma mère l’Oye, Maurice Ravel inspirou-se no livro de contos de Charles Perrault com o mesmo nome.


Coordenação artística de Projeto
Madalena Wallenstein, Katharine Rawdon

Vídeo
André Godinho

Assistente de Vídeo
Bárbara Falcão Fernandes

Criação de Guião
Madalena Wallenstein

Narração
Natália Luiza

Figurino
Marta Carreiras

Direção Musical
Pedro Neves

ORQUESTRA SINFÓNICA PORTUGUESA

Maestrina titular Joana Carneiro

PRODUÇÃO CCB/FÁBRICA DAS ARTES

COAPRESENTAÇÃO
Teatro Nacional de São Carlos/Estúdios Victor Córdon

M/5

imagem
imagem

imagem
Fotografia © David Rodrigues

imagem

NATAL
CONCERTO CORAL—SINFÓNICO
Centro Cultural de Belém
18 de dezembro, 17h

imagem


Maurice Ravel
Suite Ma mère l’oye

Robert Shaw
The Many Moods of Christmas Suite n.º 1

Piotr Ilitch Tchaikovski
Concerto para piano e orquestra n.º 1 em Si bemol menor, op. 23


Originalmente concebida por Maurice Ravel como uma peça para piano para quatro mãos escrita para duas crianças de uma família amiga, a Suite Ma mère l’oye foi publicada em 1910. Inspirada em contos de fadas e do imaginário infantil de variados autores, entres ele Charles Perrault e Condessa D’Aulnoy, a suite constituída por cinco peças, foi orquestrada por Ravel um ano mais tarde na forma tal como é hoje ouvida.

The Many Moods of Christmas, Suite n.º 1, pertence a uma coletânea de 4 suites de canções de Natal compiladas no início dos anos Sessenta pelo maestro de coro norte-americano Robert Shaw e pelo conhecido compositor e orquestrador da Broadway Robert Russell Bennett. A suite que ouviremos neste concerto é composta por temas tradicionais e canções natalícias escritas por John Francis Wade e Franz Grüber.

O Concerto para Piano Nº 1 em Si bemol maior, op. 23 de Piotr Ilitch Tchaikovsky é uma das obras mais conhecidas deste compositor e certamente uma das mais populares entre todos os concertos de piano. Escrito entre 1874 e inícios de 1875, com uma orquestração viva e colorida muito ao sabor russo, o concerto com três andamentos foi sujeito a várias revisões antes de ser estreado em Boston, em Outubro de 1875, interpretado, curiosamente, pelo pianista Hans von Bülow.


Piano
Simon Trpceski

Direção Musical
Pedro Neves

CORO DO TEATRO NACIONAL DE SÃO CARLOS

Maestro titular Giovanni Andreoli

ORQUESTRA SINFÓNICA PORTUGUESA

Maestrina Titular Joana Carneiro

M/6

imagem
imagem
imagem

imagem

imagem
imagem
imagem
imagem
 

Sem comentários:

Enviar um comentário