quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

O perdão que não cansa

 
Bom dia e uma boa quinta-feira. Mais fresquinha era impossível, não é?
Toquinho e Vinicius, numa das muitas ‘cantigas do malandro’ - deixem-me chamar-lhes assim - que chegam do outro lado do Atlântico, cantam, a certa altura: “Depois perdeu a esperança, porque o perdão também cansa de perdoar”.
No Vaticano, a música é outra, sob a batuta do Papa Francisco, que fala sempre no perdão que não se cansa, o de Deus. Na Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, essa mensagem de perdão e de reconciliação vai estar no centro das preocupações, das preces e dos gestos comuns.


No início gracejava com o frio, mas ele não está para brincadeiras, de facto. A Cáritas Portuguesa acaba de lançar uma campanha em favor dos refugiados que enfrentam o inverno europeu. Toda a ajuda é bem-vinda.

E, por fim, estreia hoje em Portugal o filme ‘Silêncio’, de Martin Scorsese, que conta a história da missionação do Japão, no século XVII, com protagonismo português. Uma proposta para os próximos dias, até porque o Cinema é uma boa opção em tempos de invernia. Se quiser saber mais, não deixe de procurar na Agência ECCLESIA, onde muito tem sido dito e escrito sobre esta história.
Octávio Carmo

 

Sem comentários:

Enviar um comentário