terça-feira, 1 de agosto de 2017

Escutismo: Imagem peregrina de Fátima presente pela primeira vez num ACANAC

Fatima.pt
Santuário ofereceu imagem de Nossa Senhora para Capela do Campo Nacional de Atividades Escutistas


Idanha-a-Nova, 01 ago 2017 (Ecclesia) – A imagem da Virgem Peregrina de Fátima está pela primeira vez num acampamento nacional do Corpo Nacional de Escutas (CNE), o ACANAC, que decorre desde esta segunda-feira com mais de 22 mil escuteiros, em Idanha-a-Nova.
“O primeiro ponto a registar é o Corpo Nacional de Escutas ter querido que a imagem viesse, ter-se lembrado disso. É muito significativo e revelador”, afirmou o padre José Nuno Silva à Agência ECCLESIA.
No Campo Nacional de Atividades Escutistas, em Idanha-a-Nova, o capelão e responsável pela pastoral jovem no Santuário de Fátima explica que, “às vezes, se duvida” que Fátima seja um acontecimento que continua atual e a “ir ao encontro das aspirações dos corações” das pessoas.
Neste contexto, observa que “vale a pena pensar” que a imagem Peregrina está no acampamento dos escuteiros, porque ali se “percebe” que “Fátima tem alguma coisa para dar aos jovens”.
O sacerdote confia que a presença da imagem no acampamento nacional do CNE, com mais de 22 mil participantes, seja “uma interpelação a eles mesmos e um sinal que Deus lhes dá”.
No final do acampamento, o santuário mariano oferece uma imagem de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, que vai ficar em permanência na capela do Campo Nacional de Atividades Escutistas, em Idanha-a-Nova.
“O santuário está muito contente de poder oferecer uma imagem e ter aqui esta ramificação”, desenvolveu o padre José Nuno Silva.
Para o responsável, há “uma ligação a recuperar” entre os jovens e Fátima, “e aquilo que Deus não cessa de dizer”, desde há 100 anos.
Já o presidente da Comissão Episcopal do Laicado e Família considera que a presença da imagem e a mensagem do Centenário das Aparições tem “este desafio, esta capacidade da disponibilidade dos jovens à graça de Deus”.
Em declarações à Agência ECCLESIA, D. Joaquim Mendes explicou que, com a graça de Deus e a “força do Espírito”, os elementos do CNE vão poder “transformar a realidade” e fazer chegar “esta mensagem do Evangelho, da conversão, da mudança”.
O bispo auxiliar de Lisboa sublinha que o impacto da presença da Virgem Peregrina pode levar os jovens a “sintonizarem com a mensagem de Fátima”.
O 23.º ACANAC – Acampamento Nacional do Corpo Nacional de Escutas é o maior de sempre realizado pelo movimento juvenil em Portugal.
Os escuteiros construíram um andor de troncos de madeira entrelaçados com cordas para transportar a imagem peregrina para a capela desde o local da cerimónia de abertura.
Esta segunda-feira foi também dedicado o altar e benzida a nova capela do Campo Nacional de Atividades Escutistas, dedicada a Nossa Senhora de Fátima, e a celebração foi presidida pelo bispo da Diocese de Portalegre-Castelo Branco, D. Antonino Dias.
A Agência ECCLESIA acompanha o quotidiano do campo com reportagens dos participantes, através das suas contas nas redes sociais Instagram e Facebook, com o marcador (hashtag) #livingACANAC.
CB/OC

in


Sem comentários:

Enviar um comentário