segunda-feira, 5 de junho de 2017

Ataque em Londres: Que o Espírito Santo “cure os flagelos da guerra e do terrorismo”

Na Regina Coeli, o Papa reza pelas vítimas

O papa Francisco desejou que o Espírito Santo “cure os flagelos da guerra e do terrorismo”, ao rezar pelas vítimas do novo atentado perpetrado em Londres (Reino Unido) na noite de 3 para 4 de junho de 2017.
Ao introduzir a oração mariana do Regina Coeli, no final da missa de Pentecostes na praça de S. Pedro, no dia 4 de junho, o papa evocou o ataque realizado por três homens numa carrinha e com facas, no centro da capital britânica – na região da Torre de Londres – que fez 7 mortos e 48 feridos, entre os quais quatro franceses.
O papa também saudou os participantes do jubileu do Renovamento carismático católico, reunidos em Roma para o 50º aniversário da fundação do movimento, e “também os irmãos e irmãs doutras confissões cristãs que se unem à nossa oração”.
AK/JDL
Palavras do papa antes do Regina Coeli
Caros irmãos e irmãs,
Hoje, festa de Pentecostes, é publicada a minha Mensagem para a próxima jornada mundial missionária, que é celebrada cada ano no mês de outubro. O tema é: A missão no coração da fé cristã. Que o Espírito Santo sustenha a missão da Igreja no mundo inteiro e dê forças a todos os missionários do Evangelho. Que o Espírito dê a paz ao mundo inteiro; que Ele cure os flagelos da guerra e do terrorismo, que esta noite, uma vez mais, em Londres, atingiu civis inocentes: rezemos pelas vítimas e suas famílias.
Saúdo-vos a todos, peregrinos vindos de Itália e de numerosas partes do mundo, que participastes nesta celebração. Em especial, os grupos do Renovamento carismático católico, que celebra o 50º aniversário da sua fundação, e também os irmãos e irmãs de outras confissões cristãs que se unem à nossa oração. Saúdo as Filhas de Maria Auxiliadora dos países latino-americanos.
Saúdo e agradeço ao coro e à orquestra das crianças de Carpi, que interpretaram alguns cânticos durante esta Santa Missa, em colaboração com a Capela Sixtina.
E agora invoquemos a intercessão materna da Virgem Maria. Que ela nos obtenha a graça de sermos animados fortemente pelo Espírito Santo, para darmos testemunho de Cristo com a transparência evangélica.
© Tradução de ZENIT, P. Joaquim Domingos Luís
in



Sem comentários:

Enviar um comentário