domingo, 10 de junho de 2018

Sacerdócio – vocação ou missão?

Um sacerdote não é um simples homem, é um administrador dos tesouros divinos, é um imenso dom de Deus ao mundo, é um Cristo que passa entre os homens fazendo o bem.

Pela sua voz, através das suas mãos e de todo o seu ser se renova, em cada Missa, o sacrifício redentor do calvário. A Santa humanidade de Cristo torna-se presente na figura do sacerdote e através dos sacramentos por ele ministrados continua a realizar-se nas almas os mesmos milagres que o Senhor fez quando viveu na terra.

O sacerdote não procura compensações humanas, nem honras pessoais, nem prestígio pelos critérios deste mundo, mas dedica toda a sua vida a ensinar-nos o segredo da salvação das nossas almas.

Uma vocação no seio de uma família significa uma especial confiança e predilecção do Senhor, que abençoará a mãos cheias o lar em que ela nasceu.

Um só sacerdote é mais valioso para a humanidade do que todos os bens materiais e humanos juntos, pelo que urge pedir ao Senhor muitas e santas vocações e à Rainha dos Sacerdotes que interceda por todos e os torne muito santos.

Maria Susana Mexia



Sem comentários:

Enviar um comentário