terça-feira, 5 de junho de 2018

O último Livro que li…

“Deus acredita no Homem” é um livro editado pela Éfeso, da autoria de Justo Mullor, que pretende estimular a vivência cristã pessoal, como premissa de uma transformação social profunda, longe de esquemas tradicionais em vias de caducidade.

Este conjunto de reflexões sobre a fé, conduz-nos a uma iluminada compreensão do presente que, apesar das inevitáveis incertezas, é ainda um tempo de esperança.

Mostra-nos que Deus não só acredita mas tem necessidade do Homem. Para além da fragilidade que nos assiste Ele conhece bem o potencial imenso que o Seu sopro divino em nós depositou.

O autor não se esquece de nos recordar que urge voltar a ser o sal da terra, que não só protege da deterioração e corrupção, mas também, dá sabor ao quotidiano da vida, esse presente que Deus ama porque é a parte da eternidade que compartilha com as suas criaturas.

Uma obra dedicada a crentes e a não crentes, como o autor bem salienta: por vezes, os que julgam não acreditar, são os que mais crêem, só que não o sabem ou querem admitir.

Numa época em que a onda de materialismo e sensualidade assolam o mundo e afogam os homens, há que voltar a ser a luz que ilumina a aquece as consciências adormecidas pelas ideologias secularizadas que conduzem o homem a um niilismo absurdo e claustrofóbico.

Um livro que é um apelo à esperança de que, depois da sua leitura haja um pecador a menos ou, então, um cristão normal que se esforce por ser melhor e por melhorar o seu ambiente.
Serenamente concluímos, que a conquista da santidade/felicidade é o resultado do nosso caminhar na terra, alegre e confiante, pois sempre tivemos e temos Deus a olhar por nós como a sua obra de arte preferida, um Deus que acredita e confia nas potencialidades que o Seu Amor infindo nos conferiu ao criar-nos como Seus Filhos.

Maria Susana Mexia



Sem comentários:

Enviar um comentário