sexta-feira, 23 de junho de 2017

Papa envia mensagem ao novo Patriarca da Igreja Greco-melquita

O Sínodo dos Bispos da Igreja Greco-melquita elegeu como novo Patriarca de Antioquia dos Greco-melquitas, Dom Joseph Absi, da Sociedade dos Missionários de São Paulo

(ZENIT – Cidade do Vaticano, 22 Jun. 2017).- O Papa Francisco parabenizou Sua Beatitude Youssef Absi, eleito pelo Sínodo reunido no Líbano, como novo Patriarca da Igreja Greco-melquita, concedendo a ele a Ecclesiastica Communio, segundo o can. 76 § 2 do Código dos Cânones das Igrejas Orientais.
“Como sucessor de Pedro chamado por Jesus para conservar na unidade sua única Igreja, concedo-vos com grande alegria a Comunhão Eclesiástica solicitada, em conformidade com o Código dos Cânones das Igrejas Orientais”, escreveu na mensagem.
O Sínodo dos Bispos da Igreja Greco-melquita elegeu como novo Patriarca de Antioquia dos Greco-melquitas, Dom Joseph Absi, da Sociedade dos Missionários de São Paulo, até então Arcebispo titular de Tarso dos Greco-melquitas, na Cúria Patriarcal de Damasco. Sua Beatitude assumiu o nome de Youseff Absi. Ele substituiu a Gregorio II Laham, que apresentou sua renúncia em maio.
Logo após ser eleito, de fato, em sinal de comunhão e obediência, o novo Patriarca envia ao Sumo Pontífice uma mensagem, onde pede que lhe  seja concedida a Ecclesiastica Communio.
“A eleição de Sua Beatitude –disse Francisco em sua mensagem– ocorre em uma situação delicada para a venerável Igreja greco-melquita e num momento em que muitas comunidades cristãs no Oriente Médio são chamadas a testemunhar em uma maneira especial a sua fé em Cristo morto e ressuscitado”.
“Neste momento particularmente difícil os pastores são chamados a expressar a comunhão, unidade, proximidade, solidariedade e transparência para o povo de Deus que sofre”. E assegurou ao recém eleito as suas orações, para que “Cristo, o Bom Pastor, o sustente no cumprimento da missão que vos é confiada e para o serviço que vos é pedido”.
O Santo Padre manifesta a certeza de que o novo Patriarca, “em harmonia fraterna com todos os Padres Sinodais, será, com toda sabedoria evangélica, não somente ‘Pater e Caput’ a serviço dos fiéis da Igreja Greco-melquita, mas também uma testemunha fiel e autêntica do Ressuscitado”.
“Confiando-vos à materna proteção da Santíssima Mãe de Deus –conclui a mensagem– vos concedo a minha Bênção Apostólica, que faço extensiva aos bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas e todos os fiéis da Igreja Greco-melquita”.
in



Sem comentários:

Enviar um comentário