quarta-feira, 14 de junho de 2017

Oficinas Musicais Criativas regressam para mais duas edições em 2017 destinada aos mais jovens



Oficinas Musicais Criativas regressam para mais duas edições em 2017 destinada aos mais jovens

 
Iniciativa inserida no âmbito do Centenário das Aparições decorre em julho e pretende dar a conhecer a Mensagem de Fátima através das artes performativas

 O Santuário de Fátima propõe dias de férias diferentes para as crianças com idades compreendidas entre os 8 e os 14 anos, com duas edições da iniciativa Oficinas Musicais Criativas (OMC), em julho.
As OMC procuram aliar à componente musical atividades de leitura e de teatro, de dança e pintura, através das quais as crianças podem aprender de forma lúdica o acontecimento e a mensagem de Fátima.
As duas edições previstas para julho dividem-se em dois momentos: o primeiro para crianças dos 8 aos 10 anos, com início a 6 de julho e o fim a 9; o segundo dos 11 aos 14 anos, entre 13 e 16 de julho.
Durante os dias de permanência em Fátima as crianças são convidadas a desenvolver um programa de actividades intenso, orientado por duas animadoras- Helena Brites e Tânia Lhera-, com várias atividades no Centro Pastoral de Paulo VI, mas também as atividades ao ar livre, como visita aos Valinhos e à Casa das Candeias. Terão, ainda, a oportunidade de conhecer o órgão do Santuário de Fátima.
No primeiro dia, realiza-se o acolhimento com uma sessão de boas-vindas aos participantes e famílias, às 17h30.
No segundo dia, a partir das 9h30, começa a primeira actividade com a proposta “Quem sou eu? Vamos conhecer-nos pela música!”, segue-se um momento de reflexão e conhecimento sobre a história de Fátima, contada por uma das irmãs da Aliança de Santa Maria.
Da parte da tarde, as crianças rumam aos Valinhos onde são desafiadas a construir uma “História criativa nos sons dos Valinhos” seguida de uma interpretação “Conto, canto e represento a História”.
No terceiro dia, as actividades desenvolvem-se entre o Centro Pastoral de Paulo VI, onde desenvolverão, sobretudo, trabalho de produção de um espectáculo que será apresentado no final  do fim de semana- “Preparo um cenário para a História” e “Componho e ensaio a música na História”.
De tarde, a visita será à Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima para conhecer o Órgão de Tubos. Ao fim do dia a proposta é de exploração criativa da Casa das Candeias.
O último dia destas mini férias, propostas pelo Santuário de Fátima, será ocupado com ensaios e a apresentação de uma surpresa aos pais.
O alojamento e as refeições das crianças são no Centro Pastoral Paulo VI, onde todos os cuidados estarão a cargo de religiosas da Aliança de Santa Maria.
Cada edição é limitada a 15 participantes. As inscrições serão preenchidas on line ( para a 2ª e 3ª edição), aceites por ordem de chegada  e sujeitas a confirmação.
Mais informações em omc@fatima.pt ou 249 539 600


Santuário de Fátima acolhe Peregrinação Jubilar dos Coros Litúrgicos

 
Iniciativa vai contar com estreia da obra Magnificat, do compositor Fernando Lapa


 No próximo sábado, dia 17 de junho, o Santuário de Fátima acolhe a Peregrinação Jubilar dos Coros Litúrgicos no âmbito da celebração do Centenário das Aparições de Nossa Senhora.
Todas as dioceses de Portugal foram convidadas pelo Santuário de Fátima a integrar este momento festivo, e até à data estão inscritos 161 coros, mobilizando cerca de 2970 elementos.
O programa tem início pelas 10h00 na Capelinha das Aparições com a Saudação a Nossa Senhora e a recitação do Rosário. Às 11h00 a Basílica da Santíssima Trindade recebe a Celebração Eucarística.
Às 15h00 tem lugar a estreia da obra Magnificat, do compositor Fernando Lapa, autor de vasta obra, desde a música sinfónica à ópera ou concerto, passando pela música coral, de câmara, para teatro ou cinema, etc.
Diversas obras suas têm sido repetidamente executadas, em centenas de concertos, tanto no país como no estrangeiro, sendo algumas delas transmitidas pela RDP, RTP e outras estações de rádio e televisão. Dirigiu o Coro Académico da Universidade do Minho durante 16 anos. É professor de Análise e Técnicas de Composição no Conservatório de Música do Porto desde 1984 e de Composição e Orquestração na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo (Porto).
O Magnificat é composto por 8 estrofes. A primeira será cantada por todos os coros, reunidos em assembleia, e será utilizada como Refrão. Está escrita com quatro vozes. No entanto, cada coro interpretará a estrofe de acordo com as suas possibilidades, podendo ser cantada apenas a uma voz, privilegiando, neste caso, a voz de soprano. As restantes estrofes serão interpretadas pelo Coro do Santuário de Fátima e pela Schola Cantorum Pastorinhos de Fátima.
A obra será interpretada com o acompanhamento musical definido na partitura: órgão, flauta, trombone e glockenspiel. Refira-se que a adaptação do texto foi realizada por Manuel Neto da Silva.
Depois da estreia desta obra será proferida uma conferência de D. José Manuel Cordeiro, presidente da Comissão Episcopal de Liturgia que vai falar sobre o papel do canto e da música na liturgia. As Vésperas encerram a Peregrinação Jubilar dos Coros Litúrgicos.
Os diferentes coros serão dinamizadores de todos estes momentos celebrativos.

Sem comentários:

Enviar um comentário