terça-feira, 20 de junho de 2017

Luto nacional

Quando as palavras não chegam para explicar a consternação provocada pelo incêndio de Pedrogão Grande que vitimou, até ao momento 62 pessoas, os gestos falam mais alto. Deve o silêncio orante falar pelas vítimas e as ações minimizar o que custa explicar. Essa é a intenção da Cáritas, uma das várias instituições que está no terreno, prestado auxílio de emergência mas projetando a ajuda.
Donativos, vestuário, calçado, colchões são ofertas que estão a chegar de várias dioceses e que as Cáritas de Leiria-Fátima e Coimbra estão a organizar para melhor servir a população.
Ao longo do dia de hoje a reportagem da Ecclesia vai dar-lhe conta dos gestos generosos e da solidariedade que varreu o país quando se acordou para a dimensão desta tragédia.
De solidariedade se reveste também o programa Ecclesia de hoje, quando se assinala o dia mundial do Refugiado. Se ontem não viu a conversa com o padre José Manuel Pereira de Almeida e Inês Espada Vieira sobre a experiência de acolhimento a refugiados no nosso país pode visualizar aqui e acompanhar ainda a experiência de Rita Coelho, que foi voluntária da PAR.
Ontem o Papa Francisco encontrou-se com refugiados acolhidos em Roma, associando-se a este dia.
Não se pode fugir da realidade mas a informação pode chegar-nos revestida de boas notícias. Tenha um excelente dia.
Lígia Silveira

Sem comentários:

Enviar um comentário