quarta-feira, 3 de maio de 2017

Viagem a Egipto foi sinal de paz para região atribulada pelo terrorismo

Papa explica na Audiência geral sua recente viagem apostólica

(ZENIT – Cidade do Vaticano, 3 maio 2017).- O Papa Francisco explicou nesta quarta-feira, durante a Audiência geral, o seu viagem apostólica no Egito, num testo lido em português por um sacerdote:
A recente viagem apostólica no Egipto, em resposta ao convite do Presidente da República, do Patriarca Copto Ortodoxo, do Grande Imã de Al-Azhar e do Patriarca Copto católico, teve por objectivo oferecer um sinal de paz para aquela região, atribulada por conflitos e pelo terrorismo.
Daí o lema da viagem, “O Papa da paz num Egipto de paz”, que se revestiu de um duplo horizonte na visita à Universidade de Al-Alzhar: o diálogo entre cristãos e muçulmanos e a promoção da paz no mundo. Nesse sentido, a rica história do Egipto, inspira o compromisso pela paz, que só é possível por meio da educação e da promoção de um humanismo fundado na Aliança entre Deus e o homem, manifestada nos 10 mandamentos e inscrita no coração de cada ser humano.
Como este fundamento está também na base da construção da ordem social e civil, no encontro com o Presidente da República, lembrou-se a necessidade que prestem a sua colaboração todos os cidadãos, independentemente da sua cultura ou religião.
De modo particular, os cristãos estão chamados a ser fermento de fraternidade. Por isso, a assinatura de uma Declaração comum entre o Patriarca dos Coptos Ortodoxos e o Papa apresentou-se como um forte sinal de comunhão.
Por fim, o encontro com a comunidade católica local, num clima de fé e fraternidade na presença do Senhor Ressuscitado, renovou no coração de cada um o chamado a ser sal e luz para o povo egípcio.
O Santo Padre saudou em italiano os peregrinos de idioma português, os que logo foram traduzidos:
“Queridos peregrinos de língua portuguesa, sede bem-vindos! A todos saúdo com grande afeto e alegria, de modo especial os grupos vindos do Brasil: os membros da família Esperança, da Federação brasileira de Academias de Medicina, bem como os fiéis de Ribeirão Preto, Londrina e Caratinga. Desça sobre vós e vossas famílias a bênção de Deus”.
in



Sem comentários:

Enviar um comentário