quinta-feira, 25 de maio de 2017

Vaticano: Papa e Trump reuniram-se pela primeira vez

Frente a frente durante cerca de 30 minutos

El Papa con Donald Trump (Osservatore © Romano)
El Papa Con Donald Trump (Osservatore © Romano)
(ZENIT – Cidade do Vaticano, 24 maio 2017).- O Papa Francisco recebeu no Vaticano na manhã desta quarta-feira, o Presidente dos EUA, Donald Trump. Foi a primeira vez que se encontraram.
A audiência particular, a portas fechadas, na biblioteca privada, começou às 8h33 e durou 27 minutos. Foi possível ouvir Trump referir que esta era uma ‘grande honra’.
Após os cumprimentos tensos do inicio, pareciam estar mais relaxados depois da audiência.
Trump estava acompanhado de sua esposa, Melania, a filha mais velha, Ivanka, o genro, Jared Kushner, e uma delegação de cerca de 20 pessoas, 12 das quais entraram no Palácio e estiveram com o Papa.
Durante a audiência, esposa e filha do Presidente dos EUA visitaram a Capela Paulina e a Sala Regia, e depois aguardaram conversando com a delegação e representantes do Vaticano em uma sala adjacente.
No final do encontro houve uma simbólica troca de presentes e os habituais cumprimentos diante dos fotógrafos.
O Papa ofereceu a Trump as edições em inglês da mensagem para o Dia Mundial da Paz 2017, as exortações “A Alegria do Evangelho” e “A Alegria do Amor”, sobre a família; bem como a carta encíclica “Laudato sí”, que abrange a questão ecológica.
Como é tradição em audiências a Chefes de Estado, Francisco ofereceu também um medalhão do seu Pontificado com dois ramos de oliveira entrelaçados, símbolo da paz que se sobrepõe à guerra, explicando detalhadamente o seu significado.
Por sua vez, o líder estadunidense presenteou o Papa com uma coletânea dos cinco livros escritos por Martin Luther King e uma peça do monumento de granito que honra o ativista afro-americano em Washington e uma escultura de bronze. Um dos livros, “The Strength to Love” (“A Força do Amor”, 1963), traz a assinatura de Luther King.
Francisco cumprimentou com cordialidade Melania Trump, a quem perguntou “se já haviam comido uma pizza” e abençoou um terço que a esposa do Presidente tinha nas mãos. Também a filha, Ivanka, disse algumas palavras ao Papa, que a ouviu em silêncio.
Depois de se despedirem do Pontífice, Trump e sua delegação, incluindo o Secretário de Estado, Rex W. Tillerson, e o conselheiro de Segurança Nacional, H. R. McMaster, se reuniram com o Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin, acompanhado por Dom Paul Gallagher, secretário do Vaticano para as relações com os Estados.
A passagem de Trump pelo Vatciano aconteceu depois de o líder norte-americano ter estado na Arábia Saudita e em Israel.
O presidente dos Estados Unidos encontrou-se depois com o presidente e o primeiro-ministro de Itália. E viajou até Bruxelas, para participar na reunião da NATO.
in



Sem comentários:

Enviar um comentário