domingo, 7 de maio de 2017

Ordenação de 10 novos sacerdotes: “Sempre ser misericordiosos”

”Não “clérigos de estado”, mas “pastores do Povo de Deus”

Ordenações sacerdotais 07/05/2017, CTV
Ordenações Sacerdotais 07/05/2017, CTV
“Sempre ser misericordioso, sempre”: o Papa Francisco presidiu à missa de ordenação de 10 novos sacerdotes, na basílica de Saõ Pedro, neste IV domingo de Páscoa, “do Bom Pastor”, e Dia Mundial de Oração pelas pelas vocações: 10 sacerdotes entre 26 e 38 anos – 6 para a diocese de Roma – sete da Itália, um do México, um do Peru e um do Azerbaijão.
Ele recordou o dever de perdoar do sacerdote: “Em nome de Jesus Cristo, o Senhor e da Santa Igreja, peço-vos para serdes misericordiosos, sempre. Sempre. Não carregueis nos ombros dos fiéis pesos que não podem suportar e que nem vós podeis suportar. Jesus criticou a estes doutores chamando-os “hipócritas”.”Seguindo os passos de Cristo, Bom Pastor, “que não veio para ser servido mas para servir”, ele pediu-lhes para não ser “senhores”, não “clérigos de estado”, mas “pastores do Povo de Deus”.
E acrescentou: “Seja, portanto, alimento para o Povo de Deus a vossa doutrina, simples, como falava o Senhor, que tocava o coração. Não façais homilias demasiado intelectuais, elaboradas,  falai com simplicidade, falai aos corações. A vossa palavra seja alegria e apoio para os fiéis de Cristo o perfume da vossa vida, para que com a palavra e o exemplo possais edificar a casa de Deus, que é a Igreja.”
“A palavra sem exemplo não serve, é melhor voltar para trás, porque a dupla vida é uma doença feia na Igreja”, ressaltou o Papa.
O Papa acrescentou:“Com o óleo santo dareis alívio aos doentes. Uma das tarefas, talvez aborrecida e também dolorosa, ir visitar os doentes – fazei-o vós. Não deixeis de tocar a carne sofredora de Cristo nos doentes: isto vos santifica, vos aproxima de Cristo.”
O Papa Francisco convidou os novos sacerdotes a ser “alegres, nunca tristes, no serviço de Cristo, mesmo no meio dos sofrimentos, incompreensões e os próprios pecados”.
in



Sem comentários:

Enviar um comentário