quarta-feira, 10 de maio de 2017

Fátima 2017: Papa gostaria de aceitar os convites que recebeu para visitar «aldeias e cidades» de Portugal


Francisco envia videomensagem antes da sua peregrinação ao Santuário de Fátima e agradece a compreensão por ter decidido «circunscrever» a viagem a uma peregrinação

Cidade do Vaticano, 10 mai 2017 (Ecclesia) – O Papa disse que gostaria de aceitar os convites que recebeu para visitar “aldeias e cidades” de Portugal, agradece a compreensão por ter decidido “circunscrever” a viagem a uma peregrinação e considera-a “um programa de conversão”.
“Bem sei que me querias também nas vossas casas e comunidades, nas vossas aldeias e cidades. O convite chegou-me! Escusado será dizer que gostaria de o aceitar. Mas não é possível”, afirmou Francisco na videomensagem enviada à Agência ECCLESIA pela Nunciatura Apostólica em Lisboa.
Francisco agradece “a compreensão” das “diversas autoridades” por terem acolhido a sua decisão de “circunscrever a visita aos momentos e atos próprios da peregrinação no Santuário de Fátima, marcando encontro com todos aos pés da Virgem Mãe”.
“É nas vestes de Pastor Universal que me apresento diante dela, oferecendo-lhe o bouquet das mais lindas flores que Jesus confiou aos meus cuidados, ou seja, os irmãos e irmãs do mundo inteiro, resgatados pelo Seu sangue, sem excluir ninguém”, sublinhou.
“Vedes: preciso de vos ter comigo, preciso da vossa união, física e espiritual. O importante é que seja de coração, para o meu bouquet de flores, a minha rosa de ouro”, acrescentou o Papa.
Na mensagem vídeo, Francisco recorda o lema da visita ao Santuário de Fátima, “Com Maria, Peregrino na esperança e na paz”, considerando-o “todo ele um programa de conversão”.
“Agradeço-vos as orações e sacrifícios que diariamente ofereceis por mim e de que muito preciso”, refere o Papa na mensagem enviada a Portugal por ocasião da visita que realiza ao Santuário de Fátima nos dias 12 e 13 de maio, no Centenário das Aparições e para canonizar Francisco e Jacinta Marto.
O Papa Francisco é o quarto Papa a visitar Fátima depois da peregrinação de Paulo VI, em 1967, para assinalar o 50º das aparições, e das visitas de João Paulo II (em 1982, 1991 e 2000) e de Bento XVI (em 2010).
Na menagem divulgada hoje através da Nunciatura em Lisboa, o Papa Francisco diz que vive os dias que separam a sua presença em Portugal em “feliz expectativa” para um “encontro em casa da Mãe”.
PR
in


Sem comentários:

Enviar um comentário