quarta-feira, 3 de maio de 2017

Diocese de Beja responsabiliza párocos pelo seu património

Diocese de Beja responsabiliza párocos pela seu património
Diocese de Beja responsabiliza párocos pelo seu património
Ana Elias de Freitas - 03/05/2017 - 00:00 -  Imprimir

O Bispo de Beja extinguiu por decreto, com data de 20 de abril, o Departamento do Património Histórico e Artístico (DPHA) da Diocese. Em declarações à Voz da Planície, D. João Marcos explicou o que motivou a sua decisão e esclareceu que daqui para a frente, a responsabilidade de salvaguarda do património passa para os párocos.
“Nos últimos anos houve um clima de desentendimento entre os padres da Diocese e o Departamento que se agravou, sem que se tivesse verificado, por parte da entidade extinta, um esforço para mudar de atitude”, frisou D. João Marcos esclarecendo que esta situação o fez perceber que assim não se poderia continuar. Acrescentou que a Diocese precisa de um outro tipo de abordagem para o património histórico e artístico e que ele mesmo falou com o Departamento, quando iniciou funções, sobre as questões mencionadas.
O Bispo de Beja frisou que a nova abordagem que se quer daqui para a frente, no que se refere ao património histórico e artístico da Diocese, é a de passar para os párocos esta responsabilidade. Disse ainda, que se vai deixar de “apregoar” lá fora o que se faz e cuidar mais da realidade dentro. Para D. João Marcos esta será uma abordagem “nada espetacular”, mas mais eficaz.
in


Sem comentários:

Enviar um comentário