quinta-feira, 27 de abril de 2017

Santuário de Fátima acolhe encontro de coros infantis

IX Encontro na Basílica de Nossa Senhora do Rosário com 4 coros infantis


(ZENIT – Roma, 27 Abr. 2017).- O Santuário de Fátima acolheu nesta terça-feira 25 de abril, o IX Encontro de Coros Infantis na Basílica de Nossa Senhora do Rosário. O momento musical teve como protagonistas 4 coros infantis.
O Encontro de Coros Infantis do Santuário de Fátima teve a primeira edição em junho de 2009, então chamado Encontro Nacional de Coros Infantis, em torno da Peregrinação Nacional das Crianças ao Santuário.
Nesta 9.ª edição do Encontro de Coros Infantis, o Santuário de Fátima recebeu o Coro Juvenil do Instituto Gregoriano de Lisboa, os Pequenos Cantores de Amorim e Laúndos, a Escolania de Montserrat e, na qualidade de coro residente, a Schola Cantorum Pastorinhos de Fátima.
A Schola Cantorum Pastorinhos de Fátima teve início em outubro de 2003, e é constituída por cerca de 35 crianças e jovens entre os 7 e os 20 anos de idade. Trata-se de um coro amador, que tem como principal objetivo a animação das celebrações do Santuário de Fátima especialmente dedicadas a crianças.
A Schola Cantorum Pastorinhos de Fátima foi fundada por Paulo Lameiro, seu maestro titular até setembro de 2016. O coro é dirigido, desde então, por Paula Pereira, e habitualmente acompanhado por João Santos, organista titular do Santuário de Fátima.
Os Pequenos Cantores de Amorim e os Pequenos Cantores de Laúndos fazem parte de uma “aventura” pelo mundo da música que começou no dia 13 de abril de 2002 na paróquia de Amorim, Póvoa de Varzim, Arquidiocese de Braga. Deu início a esta aventura o coro dos Pequenos Cantores de Amorim, projeto que atualmente engloba cinco grupos corais e passa pela infância, adolescência e juventude. Em abril de 2006 participaram no concurso de coros de Riva del Garda, em Itália, e em 2009 cantaram em Roma, na Basílica de S. Pedro, Vaticano, e na Igreja de Santo António dos Portugueses.
O Coro Juvenil do Instituto Gregoriano de Lisboa foi criado no seguimento do coro infantil desta escola, com o objetivo de permitir aos alunos uma prática avançada do repertório coral para vozes iguais. Em novembro de 2014 foi um dos coros convidados no concerto de aniversário do Coro Gulbenkian, e em fevereiro de 2015 participou num concerto dedicado aos três pastorinhos de Fátima. Em abril do mesmo ano ganhou o primeiro prémio no Certamen Juvenil Internacional de Habaneras, em Espanha, tendo sido alvo das melhores críticas pelo júri espanhol.
A Escolania de Montserrat é uma das mais antigas escolas de música da Europa, havendo já no século XIII referências a um pequeno grupo de meninos que cantavam no mosteiro beneditino e santuário mariano de Montserrat. Ao longo dos tempos foram vários os compositores e intérpretes que floresceram na chamada Escuela Musical Montserratina.
Sob a direção e mestria de Ireneu Segarra (1953-1997), a Escolania internacionalizou-se, gravando vários álbuns e participando em diversos festivais de música. Nos últimos anos, a Escolania tem-se apresentado a público em vários locais no mundo: Estados Unidos da América, China, Porto Rico, Hungria, Suíça, Alemanha, Bélgica, França, Itália e Polónia, além de muitos concertos na Catalunha.
Através da música, os meninos cantores são mensageiros de paz e beleza. Com a linguagem universal da música, cruzam todos os tipos de fronteiras e falam diretamente aos corações daqueles que os ouvem.
in



Sem comentários:

Enviar um comentário