quinta-feira, 27 de abril de 2017

Os jovens são «prioridade» da Igreja Católica em Portugal

Bom dia e Paz e Bem!
Conforme prometido o dia de ontem, entre outros assuntos, foi dedicado a acompanhar os trabalhos da Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa que termina hoje.
O presidente reeleito da CEP destacou que “na agenda” da Igreja Católica em Portugal está “a juventude”, em sintonia com “as prioridades da Igreja no seu conjunto”.
A documentação da 191.ª reunião magna do episcopado português já começou a ser divulgada e publicada: D. Manuel Clemente foi reconduzido presidente da CEP e D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, continua como vice-presidente até 2020.
A sua agência de informação católica pertence a um secretariado da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais e o novo responsável é D. João Lavrador, bispo de Angra. Conheça ainda as outras seis comissões e os seus presidentes.

Hoje vamos estar novamente em Fátima e vai poder acompanhar a conferência de imprensa final em direto na página da Agência ECCLESIA, na rede social Facebook.
Os bispos portugueses vão publicar duas notas pastorais, uma sobre a canonização dos Pastorinhos, pelo Papa Francisco a 13 de maio, e outra sobre os incêndios florestais - ‘Cuidar da casa comum da criação, prevenindo e evitando os incêndios’.

Como sempre a agenda do Papa Francisco é preenchida e no final da audiência geral de quarta-feira recebeu e cumprimentou diversas pessoas, com muitas referências a Portugal: O Papa recebeu uma imagem de Nossa Senhora no contexto do Centenário das Aparições e os ciclistas militares e civis que já estão a ligar Roma a Fátima em bicicleta.
Vão ser três mil quilómetros a pedalar em 17 dias. A chegada prevista é a 12 de maio, aquando o Papa Francisco.
Não sei se gosta mas depois da canonização dos pastorinhos Francisco e Jacinta Marto, dia 13, talvez possamos festeja com uma garrafa de espumante da Bairrada, edição especial. O pontífice argentino recebeu o primeiro exemplar.

Continue connosco que queremos ser ardinas, sempre que possível, apenas de boas notícias
Carlos Borges

Sem comentários:

Enviar um comentário