quarta-feira, 5 de abril de 2017

Itália incluiu o Vaticano na ‘lista branca’ de transparência fiscal e bancária

Um acordo de cooperação permite o controlo desde 2009


(Foto ZENIT Cc)
(Foto ZENIT Cc)
(ZENIT – Cidade do Vaticano, 5 Abr. 2017).- A Itália incluiu nesta terça-feira o Vaticano na “lista branca” de Estados com instituições financeiras e fiscais íntegras após anos de desconfiança, particularmente pelo Instituto para as Obras da Religião (IOR).

Em um decreto publicado no Diário Oficial do governo, se formaliza o ingresso da Itália na lista dos países da União Europeia com os quais a Itália troca informações financeiras e fiscais, depois de que em julho, o Banco da Itália e a Autoridade de Informações Financeiras do Vaticano assinaram um acordo de cooperação que permite o controlo desde 2009.

O mesmo vai consentir às autoridades de monitorizarem as transações entre entidades financeiras italianas e o Vaticano.

A reforma iniciada pelo papa Bento XVI e fortalecidas por Francisco, permitiu adequar o IOR aos padrões internacionais, acabar com a possibilidade de oferecer um paraíso fiscal. Para isso fechou milhares de contas de pessoas com pouca ou nenhuma ligação com o Vaticano.

in



Sem comentários:

Enviar um comentário