sexta-feira, 14 de abril de 2017

Hoje é dia de silêncio

É a forma de a Igreja acompanhar os últimos passos de Jesus e se unir à sua morte na cruz, ainda sem saber que a Ressurreição aconteceria.

O Convento dos Cardaes foi palco de um momento "litúrgico" onde Luís Miguel Cintra recitou ‘As sete últimas palavras de Cristo na cruz’, acompanhado pelo Quarteto Lacerda e as composições do austríaco Joseph Haydn. Encontre aqui a emoção do ator por participar neste projeto.

Em todas as paróquias o caminho de Jesus até ao calvário é lembrado na Via-sacra, convidando cada participante a atualizar as dores e os sacrifícios na sua vida mas antevendo já a alegria da superação.

Na agência encontra informações que ajudam a compreender todos os ritos que marcam o Tríduo Pascal.

Neste dia o Papa preside à celebração da Paixão de Jesus e, à noite, à na Via-Sacra no Coliseu, de Roma, cujas meditações foram este ano escritas pela teóloga francesa Anne-Marie Pelletier. A acompanhar na Agência Ecclesia

Mas não fique agarrado ao silêncio da cruz. Ele existe e deve ser vivido, mas aconteceu como promessa de algo maior. E a Ecclesia continuará aqui para lhe levar a Boa Notícia.

Boas celebrações e até já!
Lígia Silveira

PS: Por lapso, na mensagem de Quinta-feira Santa fizemos referência à entrevista de D. António Francisco referindo erradamente que era bispo de Aveiro. Já foi! Há três anos que é bispo do Porto. As nossas desculpas aos leitores e aos atuais bispos de Aveiro e do Porto, e os nossos agradecimentos a quem nos fez chegar o devido alerta. É muito bom tê-lo desse lado! Obrigada.

Sem comentários:

Enviar um comentário