domingo, 30 de abril de 2017

A Mensagem de Nossa Senhora de Fátima: “Penitência, Oração, Emenda de Vida!”…

Depois dos acontecimentos dramáticos e cruéis do século XX, um dos mais tormentosos da história do homem, com o ponto culminante no terrível atentado contra o Santo Padre, o Papa João Paulo II, em 1981, foi-se abrindo o véu sobre uma realidade que faz história e a interpreta na sua profundidade segundo uma dimensão espiritual a que é avessa uma grande parte das mentalidades atuais, afetadas de racionalismo.

Estamos a celebrar o Centenário das Aparições de Nossa Senhora de Fátima, em 1917, ocorridas em contexto da 1.ª Guerra Mundial, (1914-1918), que estabelece relação com outro centenário que certamente não estará a ser esquecido no outro extremo do continente europeu. – Os cem anos da revolução comunista, na Rússia.

Há, sem dúvida, uma misteriosa relação entre as aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria, a “Conversão da Rússia” e o “Triunfo do Imaculado Coração de Maria”…

Tal é a mensagem de Fátima, com o seu veemente apelo à paz, à conversão e à penitência, que nos leva realmente ao coração do Evangelho! 

Lendo as Memórias da Irmã Lúcia em que se faz referência à primeira e segunda parte do “segredo” já há muito publicadas e conhecidas, verificamos que dizem respeito a coisas preditas por Nossa Senhora: - A Devoção ao Imaculado Coração de Maria – que inclui a Devoção dos cinco primeiros sábados de cada mês; a referência à visão do Inferno pelos Pastorinhos e o anúncio da Segunda Guerra Mundial, além do prenúncio dos danos imensos que a Rússia com os desvios da fé e a adesão ao totalitarismo comunista, haveria de causar à humanidade.

A terceira parte do segredo, também escrita pela vidente Lúcia por ordem de Nossa Senhora e do Bispo de Leiria, em 3 de Janeiro de 1944, foi guardada em envelope lacrado no Arquivo do Santo Ofício, durante muitos anos.

Na passagem do segundo para o terceiro milénio, o Papa João Paulo II decidiu tornar público o texto com a terceira parte do “segredo de Fátima”. Deste modo, foi-se tornando cada vez mais claro que o segredo tem muito a ver com a  União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS)...

Na 3.ª Aparição em 13 de Julho de 1917, a “ Senhora mais brilhante do que o sol”, veio “ pedir a consagração da Rússia” ao seu Imaculado Coração… Se os pedidos de Nossa Senhora tivessem sido imediatamente atendidos, esse país ter-se-ia convertido e teria havido paz, mas como assim não aconteceu, espalhou os seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja e, por isso, “os bons foram martirizados, o Santo Padre teve muito que sofrer e várias nações foram aniquiladas”, perdendo a sua independência e liberdade.

Atualmente, já não restam dúvidas de que a queda do muro de Berlim, em 1989, a derrocada pacífica da cortina de ferro; o colapso da antiga U R S S; o desmoronamento dos países do Pacto de Varsóvia, não eram esperados nem previstos pelos mais sábios comentadores políticos...

Mas para quem tem fé, aquela impressionante reviravolta política, que devolveu a liberdade a milhões de cidadãos escravizados por uma das piores tiranias de que há memória, ficou a dever-se à Consagração da Rússia realizada por São João Paulo II, em Roma, em união com todos os Bispos da Igreja Católica espalhados pelo Mundo, em 25 de Março de 1984, e reconhecida formalmente como válida pela própria vidente, a Irmã Lúcia, afirmando estar de acordo com tudo o que pediu Nossa Senhora.

Alguns Papas anteriores tinham manifestado vontade de cumprir esses pedidos, mas como faltavam algumas condições, essas tentativas não se realizaram.

Deste modo, reconhecemos que o que em 1917, era uma incrível profecia é, atualmente, história. Além do mais, porque os três Pastorinhos, confidentes de Nossa Senhora, nem sequer sabiam da existência desse país no extremo oriental da Europa; não conheciam a sua revolução interna, nem o regime implacável que estava a ser instalado com tão graves consequências para a liberdade religiosa de todos os crentes, sobretudo daqueles países integrados ou sob o domínio da URSS.

Mas apesar de todos os avanços, a conversão plena da Rússia talvez só se complete com o seu regresso à catolicidade da Igreja… no entanto, não era a única bênção que Nossa Senhora prometia se essa nação fosse a Ela consagrada: “ O Santo Padre consagrar-me-á a Rússia, que se converterá; e será concedido ao mundo algum tempo de paz… Por fim, o meu Imaculado Coração triunfará”!

É esta Mensagem que nos dá esperança neste mundo dilacerado pela indiferença, pelo ódio, pelo egoísmo e pela guerra! 

Assim correspondamos, cada um de nós, aos seus apelos e conselhos!…

Nossa Senhora, em Fátima, disse aos Pastorinhos para todos nós: “ Não ofendam mais a Deus, Nosso Senhor, que já está muito ofendido”! “ Penitência, oração, emenda de vida!”!

Maria Helena Marques



Sem comentários:

Enviar um comentário