terça-feira, 7 de março de 2017

Um Papa vai visitar por primeira vez a cadeia de Milão

No próximo 25 de março



(ZENIT- Roma, 6 Mar. 2017).- Durante a visita de Francisco na cidade de Milão, no próximo dia 25 de março, será a primeira vez que um Papa entrará na prisão de São Víto.

O Papa pediu que não seja uma visita formal, mas um “face a face” com o maior número possível de detentos. A visita se concluirá com um almoço na penitenciária, informou Rádio Vaticano.

No pátio central, o Pontífice encontrará cerca de cem detentos. À mesa, almoçará com outros cem. Muitos estão preparando presentes, enquanto outros já escreveram cartas, que foram publicadas no site do jornal Corriere dela Sera.

Nas mensagens de detentos de várias religiões e nacionalidades, há quem peça “o milagre” de receber o perdão para todos os pecados.

A diretora, Gloria Manzelli disse: “O Papa vem pelos detentos, mas também por quem trabalha com empenho e dedicação no Instituto penitenciário. Deixaremos que as pessoas encontram Francisco sem o filtro da organização, para que possa ser um encontro de almas.”

O capelão Pe. Marco Recalcati explicou que “na medida do possível, pediu para não selecionar os detentos, mas que mesmo atrás das grades, de longe, todos possam ouvir as palavras do Papa e vê-lo”.

A visita pastoral terá início às 8 da manhã em Linate, seguido pela visita à casas populares na Via Salomone (8:30, 9:30), o Duomo (10, 11:30), a prisão de San Vittore (12:30 -13:45), o Parque Monza (15, 17) e San Siro (17:30, 18).

O Cardeal Scola já sublinhou em várias ocasiões que o dia 25 de março será “um dia sem um momento sequer de parada para Francisco e para todos nós”.

Além da prisão, no programa da visita consta o encontro com os ministros ordenados e a vida consagrada na Catedral de Milão, a missa no parque de Monza, crismandos e suas famílias e residentes de uma periferia da cidade.

in



Sem comentários:

Enviar um comentário