segunda-feira, 13 de março de 2017

Papa: a violência sobre menores, uma chaga e um grito escondido

Francisco falou também sobre a tragédia na Guatemala num lar de acolhimento



(ZENIT – Cidade do Vaticano. Mar. 2017) O papa Francisco logo após rezar o Ângelus na Praça de S. Pedro, repleta de fiés e peregrinos vindos de diversas partes da Itália e do mundo classificou a violência sobre menores como uma chaga e um grito escondido.

“Rezo, e peço-vos que rezem comigo, por todos as raparigas e rapazes vítimas de violência, maus-tratos, exploração e guerras. Esta é uma chaga, este é um grito escondido que deve ser ouvido por todos nós e que não podemos continuar a fazer de conta de não vê-lo e de não escutá-lo”.

Papa expressou tambén a sua dor pelas vítimas do incendio num lar de acolhimento na Guatemala, na passada quinta-feira, pedindo uma oração por todas as vítimas.

O grave incêndio na Casa de acolhida para menores na localidade de São José Pinula, 25 Km da capital guatemalteca, na última quinta-feira 8 de março causou a morte de 38 jovens, todas entre 14 e 17 anos.

“Exprimo a minha proximidade ao povo da Guatemala, que vive em luto pelo grave e triste incêndio que teve início dentro da “Casa Refúgio Virgen de la Assunción”, causando vítimas e feridos entre as jovens que ali habitavam”, disse. E concluiu: “O Senhor acolha as suas almas, cure os feridos, console suas famílias que sofrem e toda a nação”.

in



Sem comentários:

Enviar um comentário