sábado, 10 de dezembro de 2016

Vaticano: Papa reforça críticas a funcionalismo na vida dos sacerdotes

Cidade do Vaticano, 09 dez 2016 (Ecclesia) – O Papa renovou hoje no Vaticano as suas críticas ao que denomina de “funcionalismo” na vida dos sacerdotes católicos, pedindo que os mesmos procurem ser “mediadores” de Deus na vida das comunidades.

Na homilia da Missa a que presidiu na capela da Casa de Santa Marta, Francisco alertou para os padres “rígidos” ou “infelizes” que se afastaram da lógica de Jesus, a de ser “mediador”.

“O mediador perde-se a si mesmo para unir as partes, dá a sua vida, a si mesmo, e o preço é esse: a própria vida, paga com a própria vida, o próprio cansaço, o próprio trabalho, tantas coisas, mas – neste caso o pároco – para unir o rebanho, para unir as pessoas, para levá-las a Jesus”, precisou.

O Papa contou que uma vez alguém lhe disse que reconhecia os bons sacerdotes “pelo comportamento com as crianças”.

“É interessante isto, porque significa que sabem abaixar-se, aproximar-se das pequenas coisas”, explicou.

A homilia, citada pela Rádio Vaticano, concluiu-se com uma pergunta: “Como quero acabar a minha vida de sacerdote? Como funcionário, como intermediário ou como mediador, isto é, na cruz?”.

OC

in



Sem comentários:

Enviar um comentário