quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Vaticano: Papa recorda celebração da Imaculada Conceição

(imagem de arquivo)
Francisco vai cumprir tradicional homenagem nas ruas de Roma

Cidade do Vaticano, 07 dez 2016 (Ecclesia) - O Papa Francisco recordou hoje no Vaticano que a Igreja Católica vai celebrar esta quinta-feira a solenidade da Imaculada Conceição, dia em que vai prestar homenagem pública à Virgem Maria nas ruas de Roma.

“Deus preservou-a de toda a mancha de pecado. Aprendamos com a Imaculada a viver em união com Deus, abandonando-nos a Ele com esperança confiante e com o cumprimento diário da sua vontade”, disse, durante a audiência pública semanal que decorreu no Vaticano.

A agenda do Papa nesta quinta-feira prevê a recitação do ângelus na Praça de São Pedro, ao meio-dia de Roma (menos uma em Lisboa) e à tarde, pelas 15h45, a deslocação à Praça de Espanha, junto do monumento à Imaculada Conceição, que recorda em Roma o dogma proclamado por Pio IX.

Seguindo a tradição iniciada pelos seus predecessores, o Papa leva flores até junto da imagem que foi colocada nesta praça, em 1857, três anos depois da definição dogmática.

O dogma da Imaculada Conceição de Maria foi proclamado a 8 de dezembro de 1854, através da bula ‘Ineffabilis Deus’, a qual declara a santidade da Virgem Santa Maria desde o primeiro momento da sua existência, sendo preservada do pecado original.

A ligação entre Portugal e a Imaculada Conceição ganhou destaque em 1385, quando as tropas comandadas por São Nuno Alvares Pereira derrotaram o exército castelhano e os seus aliados, na batalha de Aljubarrota, e consolidaram a afirmação da identidade lusitana.

Em honra a esta vitória, o Santo Condestável fundou a igreja de Nossa Senhora do Castelo, em Vila Viçosa, e fez consagrar aquele templo a Nossa Senhora da Conceição.

Um segundo passo deu-se durante o movimento de restauração da independência que acabou com o domínio castelhano em Portugal e que culminou com a coroação de D. João IV como rei de Portugal, a 15 de dezembro de 1640, no Terreiro do Paço, em Lisboa.

O mesmo D. João IV coroou a Imagem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa como Rainha e Padroeira de Portugal, durante as cortes de 1646.

OC

in



Sem comentários:

Enviar um comentário