sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Vaticano: «Impulso missionário e sinodalidade» estão a marcar reforma do Papa Francisco

Reunião do Conselho de Cardeais (Lusa) - Arquivo
Próximas mudanças vão abranger departamento de comunicação da Santa Sé com a aposta na formação

Cidade do Vaticano, 15 dez 2016 (Ecclesia) - A mais recente reunião do Conselho dos Cardeais, criado pelo Papa Francisco para a reforma da Cúria Romana, centrou-se nos dois novos organismos que vão tutelar as áreas dos Leigos, Família e Vida, e do Desenvolvimento Humano Integral.

De acordo com o serviço informativo da Santa Sé, do encontro que decorreu entre os dias 12 e 14 de dezembro “emergiram” duas “diretrizes” fundamentais para a orientação daqueles dois dicastérios e de toda a ação dos organismos do Vaticano: “impulso missionário e sinodalidade”.

Sobre o novo departamento para os Leigos, Família e Vida falou o prefeito deste dicastério, o cardeal Kevin Farrell.

“O debate centrou-se no papel dos leigos, com um convite a todos a relerem a carta do Papa enviada ao cardeal Marc Ouellet, presidente da Pontifícia Comissão para a América Latina”, adianta a Santa Sé.

Um documento onde Francisco realça que “um pastor não se compreende sem um rebanho, que está chamado a servir”.

Quanto à situação do novo dicastério da Santa Sé para o Desenvolvimento Humano Integral, a apresentação do “plano de trabalho” foi feita pelo responsável por este serviço, o cardeal Peter Turkson.

Recorde-se que este segundo organismo veio reunir quatro departamentos: Justiça e Paz, Cor Unum, Agentes da Saúde e Migrantes e Itinerantes.

Uma parte da reunião do Conselho dos Cardeais, composto por nove elementos mais o Papa Francisco, esteve também focada na nova Constituição Apostólica que vai substituir a ‘Pastor Bonus’ - O Bom Pastor, que foi publicada pelo Papa João Paulo II em 1988.

Foram ainda entregues ao Papa propostas e relatórios de atividade relativos às Congregações para a Doutrina da Fé, Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica; Causas dos Santo, Promoção da Unidade dos Cristãos, Proteção de Menores e Economia.

Os próximos passos serão dados na “reforma do sistema de comunicação da Santa Sé, com ênfase na formação dos funcionários”.

Segundo o serviço informativo do Vaticano, o C9, como é chamado o Conselho dos Cardeais do Papa Francisco, vai voltar a reunir-se entre os dias 13 e 15 de fevereiro.

JCP

in



Sem comentários:

Enviar um comentário