segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

UCP: Faculdade de Ciências Humanas assinala 25 anos da sua refundação

Foto: FCH - UCP
Lisboa, 02 dez 2016 (Ecclesia) - A Faculdade de Ciências Humanas, da Universidade Católica Portuguesa, encerrou as comemorações dos 25 anos da sua refundação com uma conferência do antropólogo Arjun Appadurai, uma das referências atuais do setor.

De acordo com um comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, o especialista indiano tem abordado temáticas tão atuais como “a globalização, o urbanismo, o consumo e a migração”.

Também tem apostado numa “análise aprofundada sobre os média como veículo catalisador de informação identitária e cultural”.

Aos estudantes e académicos da FCH da UCP, Arjun Appadurai trouxe uma reflexão sobre “O falhanço, o engenho e a globalização do risco”.

Para aquele especialista, a perspertiva de falhanço “varia de cultura para cultura” consoante “as ideologias, tecnologias e moralidades” que compõe as instituições, mas é um conceito que marca muito a cultura atual.

“Hoje julgamos Estados, mercados, casamentos, carreiras, máquinas e até Deus, por ter falhado”, salientou.

“As nossas cidades e instituições, as nossas políticas, ações e valores coletivos têm estado gradualmente a ser definidas por critérios como perspicácia, rapidez e conectividade mais do que por valores como a inclusão, equidade e justiça”, isto devido ao advento de tecnologias que marcam o nosso dia-a-dia, desde “o Google ao Facebook”, referiu ainda.

Desde 1991 que a FCH passou a apostar num conjunto de novas áreas de saber a partir do desenvolvimento de dois cursos, Comunicação Social e Línguas Estrangeiras Aplicadas, que continuam em atividades atualmente.

O diretor da FCH da UCP, Nélson Ribeiro, destacou que o essencial não é a data dos 25 anos mas que ela aponte para novos caminhos de “inovação e criatividade”.
JCP

in



Sem comentários:

Enviar um comentário