quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Taizé: Comunidade Ecuménica reúne 10 mil jovens na Letónia

Imagem: taize.fr
Encontro europeu de final de ano vai deixar apelos à «paz e reconciliação»

Taizé, 27 dez 2016 (Ecclesia) – A Comunidade Ecuménica de Taizé começa esta quarta-feira em Riga, na Letónia, um encontro europeu com cerca de 10 mil jovens.

O evento anual, que vai prolongar-se até ao primeiro dia de 2017, vai ter como pano de fundo o “difícil contexto que a Europa atualmente enfrenta”, e os participantes serão desafiados a “deixar uma mensagem de paz e de reconciliação”, explica o serviço de comunicação de Taizé, numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

Denisa Chudiaková esteve envolvida durante “quatro meses” na preparação da iniciativa em Riga, no desenvolvimento de contactos tendo em vista “o acolhimento” dos participantes, que vão ficar alojados em centenas de paróquias da capital letã.

A jovem eslovaca, de 24 anos, destaca a importância da proposta de Taizé, que convida os mais novos à “abertura” aos outros e aponta um caminho de paz entre povos, religiões e culturas.

“Uma mensagem que devemos partilhar onde quer que estejamos”, salienta.

Entre os temas em cima da mesa, ao longo destes cinco dias, estará o conflito na Ucrânia e nesse contexto “a presença de muitos jovens” daquele país, e também “da Bielorrússia e da Rússia, será particularmente importante”, pode ler-se.

 “É a primeira vez que um Encontro Europeu é organizado num país que fez parte da antiga União Soviética”, frisa o comunicado do evento.

Além da defesa da paz no mundo, a promoção da unidade entre os cristãos tem sido desde sempre um dos grandes objetivos da Comunidade de Taizé, fundada em França pelo irmão Roger Schutz, ainda no contexto da Segunda Guerra Mundial.

Durante o encontro na Letónia, o irmão Alois, atual prior de Taizé, vai publicar uma reflexão intitulada “Juntos, abrir caminhos de esperança”, com quatro propostas para 2017.

Durante o encontro de Riga, a Comunidade Ecuménica de Taizé vai ainda apresentar as suas propostas para 2017, que realçam a necessidade de “abrir caminhos de esperança” sobretudo com base no exemplo do continente africano.

“É urgente que aqueles que são de outros continentes escutem os muitos africanos que aspiram a mais justiça nas relações políticas e económicas internacionais: aí reside uma das condições para que possam encarar serenamente a construção dum futuro nos seus próprios países”, refere a introdução do documento.

A carta convite do encontro europeu em Riga está assinada pelos responsáveis das Igrejas Católica, Ortodoxa, Luterana e Batista da Letónia.

“Antes do encontro, mensagens de amizade serão enviadas pelo Papa Francisco, os Patriarcas Orientais e os responsáveis Anglicano, Luterano e da Igreja da Reforma”, acrescenta a mesma fonte.

Os mais novos, que com idades entre os 18 e os 35 anos, vão ter oportunidade de participar em diversos ateliês dedicados a temáticas como “a solidariedade, a arte, a cultura e a história”, e ouvir também o testemunho de várias pessoas que procuram viver na sociedade civil e em diversas áreas profissionais, o seu compromisso cristão.

 JCP


in



Sem comentários:

Enviar um comentário