sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Portugal: União das Misericórdias promove debates para melhorar a resposta social

Lisboa, 24 nov 2016 (Ecclesia) – A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) vai promover pelas suas associadas debates para melhorar a resposta social junto da população, no âmbito da candidatura ao ‘Portugal 2020’, e começa hoje na Misericórdia de Vila Verde.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a UMP informa que os “debates inovadores” realizam-se no âmbito da candidatura ao Portugal 2020 para o desenvolvimento do projeto ‘Capacitação institucional das organizações da economia social membros CNES - Conselho Nacional para a Economia Social’.

O projeto de capacitação pretende melhorar o apoio às Santas Casas da Misericórdia portuguesas e os serviços que fornecem mas também “criar novas respostas” que apoiem as instituições no trabalho que desenvolvem junto das comunidades.

Segundo o presidente da UMP, Manuel de Lemos, o desenvolvimento do projeto vai permitir “afirmar ainda mais a imprescindibilidade” da ação das instituições na sociedade portuguesa, para além de “contribuir para a melhoria do modelo de atuação das Misericórdias”.

A Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde recebe hoje e esta sexta-feira os primeiros workshops temáticos que pretendem “aprofundar as boas-práticas” e temas estruturais para o “desenvolvimento das instituições dedicadas ao fomento da economia social”.

Segundo o comunicado, a iniciativa para dirigentes e técnicos das Misericórdias que vai realizar-se de norte a sul de Portugal vai aprofundar temas como o papel das instituições no relacionamento com a Segurança Social e a Saúde; as comparticipações familiares nas diferentes respostas sociais; o comportamento comunicacional com utentes, familiares e atores sociais.

A União das Misericórdias Portuguesas é uma associação de âmbito nacional, criada em 1976 para orientar, coordenar, dinamizar e representar as Misericórdias, defendendo os seus interesses e organizando atividades de interesse comum.

CB

in



Sem comentários:

Enviar um comentário